sexta-feira, dezembro 31, 2010

O ano de 2010... 

O ano de 2010 foi... mais um. Estou a brincar... diria que foi até um dos anos mais importantes, e certamente o melhor, da minha vida. Fiz 30 anos e mudei imenso... aos poucos, é certo, mas mudei na mesma. E para melhor. :) 


Mudei-me para Londres... E foi das melhores coisas que fiz. Hoje vivo num sítio que, da primeira vez que visitei Londres, disse ser ali onde quereria morar caso lá vivesse... E isto tem que se lhe diga, tenho pensado imenso nestes "acasos" da vida e é um facto que sou um sortudo. Até hoje tenho tido todos os meus desejos realizados, para bem ou para mal, tenho-os realizados a todos (ainda tenho uns em rascunho, mas conto ter uma vida longa para os pôr em prática). Sim, por vezes não acontecem quando mais desejo, mas (e foi outra das coisas que mudou em mim) acredito que acontece quando tem de acontecer. Quando estou pronto e não quando quero. Enfim, é daquelas coisas que só com experiência, leia-se idade, se percebe. 
Também foi o ano em que passei a viver com a J.... e as coisas só têm melhorado... cada vez a amo mais... mas isto é segredo. ;)

Foi também um ano interessante em termos de trabalho, tive variedade de projectos em que tudo correu pelo melhor e acabei o ano em Singapura que não é tão bom como pensava. É giro e tal... mas pronto, a Coreia também não era má. Espero que 2011 traga algo mais interessante neste campo (Mumbai não é interessante...). Talvez um regresso à Coreia, outro tipo de trabalho? Outro emprego? Não sei... logo se vê.

Também foi um ano em que adoptámos, eu e a J., uma hamster super fofa (Beverley, Beverleyzinha para os familiares) que gosta imenso de passear em cima de mim. eh he eh. Foi um desgosto termos perdido a Mocha, mas pronto... é a vida. 

Já no que toca a viagens... Dei uma vista de olhos pelo meu calendário e... só visto. 
Preferi deixar uma imagem para perceberem melhor. 


Pois... imenso, né? Tenho a certeza que haja quem faça mais. 

E foi isto... houve muito mais durante este ano, mas não vou tar para aqui a falar nisso, até porque faz parte do foro privado. lol 

Para 2011, estou a antever algo em grande, que na altura própria meterei aqui no blog. Não garanto, mas a acontecer vai ser um momento importante para mim e um dos meus objectivos. 
Posso deixar uma pista, quero ir ver um concerto dos AC/DC. ;) 

Fiquem bem e tenham um belo 2011. :) 

quarta-feira, dezembro 29, 2010

Singapore Chronicles (ou "mas que cara*** de brinde é este?"...)

Lá estava eu num dia não propriamente agradável, apesar do tempo estar mais fresco, quando decidi ir dar uma vista de olhos por ChinaTown...
Eu gosto daquela zona como já disse e como o N. Não farta de me chatear para lhe encontrar o Nokia C2, lá decidi ir ver se o encontrava (aproveito para deixar um recado, "Não, não o encontrei").

Então entretanto, passei por uma loja muito conhecida naquela rua (Eu Tong Sen) que é a Yue Hwa. Aquilo é uma espécie de El Corte Inglés chinês e eu gosto de lá ir. Por vezes aproveito para comprar uns snackinhos chineses que sabem sempre bem quando se vê um pouco de tv.

Hoje a tipa na caixa vira-se para mim e diz que se for com o recibo ao 4º andar tenho direito a um brinde... ela bem disse flask, mas eu não sou propriamente proficiente em Chinglês e como tal lá fui ver o que seria o brinde. :)

Cheguei, carimbaram o recibo e quando fui a ver o brinde... LOLOL
Só visto... já ouvi falar de Tupperwares, meias, leve 3 pague 2, descontos, canetas BIC, brinquedos de plástico, mas...


Duas garrafas termos? Quem é que precisa de 2 garrafas termos? Em Singapura... Bom, isso provavelmente é a explicação para as darem como prenda de "Natal".

Caso estejam curiosos, o livro é a biografia do Keith Richards (que está à venda pela módica quantia de 15€) e a "Stuff" de Dezembro. LOL
Alguém precisa de uma garrafa Termos?

Aproveitem o resto do ano. ;)

segunda-feira, dezembro 27, 2010

Singapore Chronicles (ou como não saber Francês pode dar sarilhos...)

Olá povo.

Antes de mais, não me estou a queixar de estar gordo enquanto como restos de rabanadas... ponto positivo.
Ponto negativo é mesmo um pormenor de teoria de controlo que ninguém se lembrou de referir na faculdade. Será que o CODAS lê o meu blog? LOL
Mas adiante.

Estava há dias no escritório... e como o projecto está prestes a "terminar", ou começar... depende da perspectiva, estamos poucos no escritório. Então no outro dia um dos meus colegas (com idade para ser meu pai...) entra lá a cantar "Voulez vous coucher avec moi", mas assim com uma vontade espantosa... :|

Eu respondi: "Desculpa lá, mas és muito másculo para mim. Eu prefiro pessoas do género feminino.".

Ele ficou todo embasbacado com cara de "Mas que cara*** estás a falar?", foi quando eu percebi que ele não sabia Francês e lá lhe fiz o favor de traduzir... LOLOL

Deviam ver a cara dele. Entretanto, não há planos para o fim do ano... tou a planear algo ali pelo Clarke Quay que dará para ver o Marina Bay Sands e não preciso de esperar horas para apanhar um táxi... ou então, vou puxar duns cordelinhos e ver se me pisgo para o último andar para ver o fogo de artifício.

Se não nos falarmos até lá, desejo-vos um feliz ano novo e façam o favor de ser felizes. Acabou de passar mais um ano nas nossas curtas vidas. ;)

sábado, dezembro 25, 2010

Singapore Chronicles (ou o meu Natal Singaporeano...)

Feliz Natal minha gente. :)

A minha noite de Natal foi fixe. Fiquei um pouco pensativo onde haveria de ir jantar... a princípio estava a pensar ir passar o Natal à igreja do homem do mar Norueguesa (com este nome, mais parece um culto... e tendo em conta o número de missões no estrangeiro, até deve ser...), mas quando me disseram que tinha de lá estar às 5 da tarde perdi logo a vontade. É que... das 5 até sabe-se lá quando é muito tempo. Logo não me pareceu que fosse valer a pena.

Vai daí, vim até casa (deixo-vos um aviso que apanhar um táxi nestas alturas é muito complicado), tomei o meu banhinho, falei com a família e toca de sair para a rua. Destino: ChinaTown ou Little India.
Pus-me a pensar e decidi-me por ChinaTown. Little India normalmente fecha super cedo e fica um pouco longe para vir a pé para casa, caso não encontre táxis. Além de que ChinaTown é o meu sítio favorito de Singapura.

Faltava depois pensar no que iria jantar... Já tinha percebido que não ia comer bacalhau (os Noruegueses não comem bacalhau no Natal), o bolo rei também era escusado, podia talvez arranjar um pastel de nata...
Vai daí, enquanto pesquisava os restaurantes de ChinaTown lá me decidi por comer uma criatura marinha. Afinal de contas, no Porto não se come perú e tinha de manter a tradição do Natal o mais semelhante possível ao que seria em casa. :)

Lá me sentei num restaurante típico de Singapura, o Olde Cuban (que também vende charutos) e pedi grelos.
Não pode faltar grelos na mesa de Natal, este ano lá tive de pagar por eles em vez de ir adquiri-los a casa do meu tio M.
Ora vejam:

 Ok... a foto está desfocada e são uns grelos esquisitos... mas também serve.

Depois pus-me a pensar o que deveria escolher para acompanhar os grelos... tem de ser uma criatura marítima, pus-me a ver na ementa e lá encontrei bacalhau... com pernas... Não me espantou e lá pedi um bacalhauzinho pequenino cozinhado na hora para mim. :)

Ora vejam a foto:


Não se nota muito bem, mas é uma espécie de bacalhau da família da lagosta.
Se soube bem? Sim... mas para ser sincero, gosto mais de caranguejo. A carne da lagosta estava um pouco esponjosa. Talvez da forma como a cozinharam...
E pronto... assim foi a minha noite de Natal.

Entretanto, hoje de manhã reparo que eles ao pequeno almoço fizeram uma espécie de rabanadas... sem canela, nem açucar ou mel... mas estamos em Singapura. Souberam bem com o cafézito da manhã. ohhh se soube. :)

De resto e para ficarem com uma ideia de como é o Natal em Singapura... é mais um dia, como outro qualquer. É feriado nacional, mas aqui respeita-se o comércio e como tal está tudo aberto. Ao contrário de Portugal que tudo está fechado e o dia 25 é sem dúvida o mais aborrecido do ano.

Também achei interessante os jornais desejarem bom Natal à população cristã de Singapura... em vez de um Feliz Natal para toda a gente. LOL

Para terminar, convém também referir que as televisões, como em Portugal, passam os tradicionais filmes... hoje já vi o Roger Rabitt, aquele da Santa Cláusula e ontem estava a dar outro tradicional de Natal juntamente com o Harry Potter. LOL
Algumas tradições de Natal são mais fortes que outras, né?

Beijinhos e abraços para toda a gente e um desejo de melhoras para o meu amigo André.

sexta-feira, dezembro 24, 2010

Singapore Chronicles (ou o meu primeiro Natal passado de Havaianas e calções...)

Pois é... desta vez não escapei.

Há três anos atrás, frustrei o plano da minha mãe enviar um Bolo Rei para a Noruega.
Há dois anos atrás, trabalhei uma quantidade absurda de horas para terminar uma plataforma a tempo de chegar a casa dia 24.
O ano passado, estava a ver que não chegava a casa com toda a neve em Frankfurt e aqueles palhaços em Moçambique...
Este ano, não me safei mesmo e o Natal calha mesmo no meio da viagem.

Ok, é um facto que não me posso queixar do tempo... apesar de ter chovido mais regularmente e ter estado "fresco" (máximo 30 graus), o tempo ainda dá para ir à praia em Sentosacaso julguem que lá vou... estejam enganados. Uma praia no maior corredor marítimo/parque de estacionamento de navios não é a minha visão de qualidade. Mas dá para estar na piscininha a curtir o calorzinho e humidade na boa.

Pontos altos da quadra Natalícia aqui vão mesmo ser:

- Poder beber uma cervejinha na consoada e realmente saber bem. Não venham com tretas... cerveja no Inverno não me convence.

- Receber a dobrar/triplicar durante os fins de semana.

- Andar de havaianas e calções no Natal.

- Não passar a semana seguinte a enfardar os restos da noite de Natal (rabanadas, bolo rei, pão de ló, queijo da serra, letria...)

- Não passar a primeira semana do ano a queixar-me que engordei no Natal.

- Ver o fogo de artifício no Marina Bay Sands... provavelmente a beber uma cervejinha que me vai saber bem porque está calor.

Portanto, Feliz Natal para todo o povo e um 2011 muita bom.

quarta-feira, dezembro 22, 2010

Singapore Chronicles (ou um conselho cinematográfico...)

Olá caros leitores.

Há dias... fui ao cinema. Era Domingo e tal e porque não ir ver um filmezito todo marafabulástico chamado Tron (a nova versão).

Para quem não sabe, o Tron original foi lançado em 1982 e tinha como protagonista um dos actuais protagonistas, o Jeff Bridges, que por acaso é também o protagonista no meu filme favorito "Big Lebowski". Mas adiante...

Esta é a treila do filme original.


Foi algo de revolucionário... como podem ver. Lembrem-se que isto foi em 1982... provavelmente os gajos que fizeram o ambiente gráfico programaram-no em Assembly. LOL



Já a nova versão tem toda a tecnologia recente. Inclusivé o 3D, que devido ao horário lá tive de aceitar. Eu sou sincero... não curto o 3D. Primeiro por uma questão de estilo... é verdade... aqueles óculos dão-nos um ar de parolos.
Depois é o preço.
Em Portugal temos sempre de comprar óculos 3D... ou seja, ao fim de algum tempo temos óculos para a vizinhança toda.
Em Londres, podemos levar os óculos do filme anterior... mas claro está, que nos esquecemos sempre e compramos na mesma... e quando não nos esquecemos, ainda temos de pagar uma sobretaxa por ser 3D.
Aqui em Singapura... eles fornecem os óculos, mas creio que se paga um pouco mais por ser 3D. Nada de extraordinário, é mais barato que Londres.

E tudo isto para quê? Para dar uma sensação de espaço ao filme? Para fazer sobressair os implantes mamários duma actriz? Dispenso.

Quanto ao novo Tron, o filme vale a pena. A história está bem montada, os efeitos visuais estão muito bons e as personagens tão bem para o papel. Incluindo a doutora do Dr. House que decidiu cortar o cabelo e vestir cabedal... a dada altura aquilo mais parecia o Matrix que outra coisa. Pera lá... aquilo até que podia ser uma espécie de Matrix, mas ao contrário. :)

Aconselho-vos vivamente a irem ver o filme. Sério... Vale a pena, já pagaram a sobretaxa dos óculos ou fazer como os tolinhos londrinos que vão ver aquilo no iMax, não vale a pena. A maior parte do filme 3D é na realidade filmada em 2D e só algumas partes estão em 3D. Para terem uma ideia, a parte em que realmente se nota a terceira dimensão é logo no início quando mostram o logotipo da Disney.

Como dizia o Lauro Dérmio, "Alwais watch gud mubes, and soyon and soyon". :)

Fiquem bem.

segunda-feira, dezembro 20, 2010

Portugal Chronicles (ou como por uma vez na vida uma greve deu jeito...)

Ora viva minha gente. :)

Finalmente que uma greve me calha bem em vez de, inevitavelmente, me lixar a vida. Tinha eu marcado uns voos Londres-Porto-Londres e depois deu uma vontadinha de irmos passar mais uns dias à terrinha e lá mudei os voos pagos pela empresa para terminar em Portugal e não em Londres. E lá estava eu a pensar que ia perder algum dinheiro por não fazer o voo dia 24 quando o pessoal dos aeroportos decidiu fazer greve.

Eh pá, nem sendo um dirigente sindical me safava melhor. Mesmo quando eu tinha marcado o meu voo de ia para o Porto. Vai daí, toca de ligar para a easyJet e queixar-me que eles deviam reembolsar-me e vai daí, vejam lá o meu extracto bancário (sem mostrar os milhões que lá param...)


Isto junto ao tratamento dado ao Tonecas quando ele ficou preso em Londres por causa dos controladores aéreos espanhóis torna, na minha humilde perspectiva, a easyJet como uma das melhores low-cost que por aí andam. Não quero dizer mal da RyanAir... mas é um facto que comparado com a easyJet, eles são uns labrêgos Irlandeses.

Enfim, é para aprenderem. :P

quarta-feira, dezembro 08, 2010

London Chronicles (ou a mais produtiva visita de sempre ao Tate Modern... a.k.a. Lixeira...)

Olá minhas gentes.
Como vos tinha dito antes, o meu grande amigo To_ veio passar uns dias aqui a Londres e no meio da neve, caril de frango, Museus à pala, Metro, Tower Bridge e outras coisas que tais, tive ainda tempo de lhe mostrar a lixeira municipal de Londres... ou como outras pessoas lhe chamam, o Tate Modern.

Não me levem a mal, é a minha opinião. E acho um desperdício brutal daquele espaço, que em tempos teve um objectivo tão nobre (era uma central eléctrica), e agora é um repositório da chamada arte moderna.

Ora então, eu normalmente vou lá e faço questão de levar lá os meus amigos para nos podermos rir do que lá está exposto... Mas desta vez foi melhor. Sem saber como, apanhámos um professor de arte moderna e uma comitiva de alunos a visitar o museu. E mais... eram Portugueses.
Nós ficámos todos contentes e vai de segui-los, um pouco à distância, para tentar, finalmente, perceber o que cara*** é aquilo que lá está exposto.

Então cá vai...
Comecemos por um dos meus favoritos que é do Clyfford Still... LOL


Professor (enquanto se aproximava da legenda do quadro): Cá está o azul. Este é um Jack Johnsen.
Professor (após ver a legenda do quadro): Afinal é um Clyfford Still.
Professor: Como podem ver, isto tem azul... e amarelo... Ele usou o azul porque era uma cor de que gostava muito.

Nota Pessoal: Eu também gostava muito de azul e fazia desenhos bem melhores que este na primária... Seria arte?

De seguida entrámos numa sala que tem 6 telas com 3x3 metros e nada lá representado...

Esta é a imagem da sala.


 E este é um dos painéis. E lá foi a crónica do professor:


Professor (enquanto se aproximava da legenda do quadro):  Este é um Ad Reinhardt. 
Professor (após ver a legenda do quadro): Afinal é um Gerhard Richter. 

Professor: Como podem ver pelos quadros... esta era uma altura muito desfocada da vida dele.

Nota Pessoal: Que era desfocada sei eu... resta saber o motivo de tal desfocagem. Vinho? Drogas? Vodka? Marreta nos cornos?

De seguida e com alguma estupefacção minha, paramos em frente a um quadro Português da Maria Helena Vieira da Silva.


Professor: Cá está a nossa Vieira da Silva. Isto é espacial, não é? Parece um túnel.
Aluna A (achando-se chique): Sim... certamente um túnel do Metropolitano de Londres.
Aluna B (achando-se patriótica e mais sabichona): É nada. É certamente o nosso Metropolitano de Lisboa.
Professor (a achar-se o maior daquele grupo): Não. É o Metro de Paris porque foi lá que ela viveu.

Nota Pessoal: Apesar de conseguir reparar que isto é uma espécie de túnel, não vislumbrei nenhum sinal que fosse dum metropolitano. Mas gostei da atitude do professor.

Houve mais comentários inesquecíveis do professor em questão...
No Tate Modern existem uns placards com os movimentos de arte moderna e os principais "criadores" dessa arte. Então o professor vira-se para os placards e diz:

Tão a ver? Os movimentos todos da arte moderna e os pintores. São... 50 e tal e eu sei-os a todos. Estão a ver porque é que nunca sei os vossos nomes.

Clássico... simplesmente, clássico.

Não vos vou chatear mais com isto, mas vou dizer-vos que foi uma tarde muito bem passada. Eu literalmente chorei ao ouvir os comentários dum entendido de arte moderna e fiquei ainda mais convencido do meu pensamento inicial que o Tate é um desperdício de espaço e dinheiro. Mas pronto, não é o meu dinheiro e sempre dá para umas boas gargalhadas, né?

segunda-feira, dezembro 06, 2010

London Chronicles (ou a minha ausência...)

Ora viva minhas gentes.
Devem estar a estranhar a minha ausência nos últimos tempos... ou talvez não uma vez que já vem sendo normal eu deixar de escrever de tempo a tempo. Bom... acontece.

Desta vez estive a fazer de Cicerone ao meu caro amigo Tonecas aqui em Londres. Foi porreiro, não fosse o frio e a neve. Porque a neve é muito gira, mas é quando vamos fazer esqui ou andar de trenó... ou até quando queremos ficar no quentinho da lareira em casa. Aí sim, a neve é muito fixe. De resto é uma valente... enfim... não vale a pena insultar o clima.

De resto, as coisas vão indo bem... Para o To_ ainda correram melhor uma vez que o voo dele foi cancelado e teve direito a uma estadia num hotel com tudo pago pela easyJet... onde conheceu duas maninhas. Depois quero ouvir essa história bem contada... quero, quero. ;)

Já agora, que isto sirva de conselho para o resto do povo, fosse a RyanAir e ele tinha lá ficado sem explicação ou hotel. Como foi uma companhia aérea semi-educada, as coisas lá correram bem para o lado dele e só teve de perder um dia de trabalho. Acontece, né?

Eu é que não tarda nada lá irei trabuquir. :( Para o quentinho de Singapura onde pelos vistos as coisas não têm andado muito famosas e claro... o meu primeiro Natal a trabalhar... e a ganhar a dobrar que o ano não foi grande espingarda, né?

Beijinhos e volto em breve com alguma coisa... ou não. ;)

sábado, dezembro 04, 2010

London Chronicles ( ou um aviso...)

Antes de se queixarem da temperatura... vejam a foto seguinte tirada da minha janela...


Fiquem bem e não se queixem do frio. ;)

sexta-feira, novembro 26, 2010

Portugal Chronicles (ou o Emmy tuga... as mamocas da Guita... e aquele director da TVI...)

Olá povo.
Esta semana foi muito boa. Comidinha boa (lá se foi a dieta), comprinhas à tuga, televisão com as típicas personagens Portuguesas (aquele programa da TVI) e bom tempo. Incrível, mas o tempo esteve super bom nestes dias.

Ora então, estava a J. no computador e chamou-me para ver este vídeo no Youtube.



Vá, não fiquem com a passarinha aos saltos...
É um facto que a actriz tem um decote enorme... condizente com a falta de qualidade do seu inglês. Sim, o que ela disse foi nada mais nada menos que: "O decote é verdadeiro. Não é feito PARA alguém. É feito para a minha mãe e para o meu pai.".
Pelo que me dizem, a qualidade dela como actriz é também inversamente proporcional ao tamanho do decote. Mas isso não interessa. Fica também o pormenor dela não parar de dizer Portugal durante a entrevista.

Depois de ver este vídeo não posso deixar de congratular a produção da TVI por ter conseguido um prémio... apesar de ser num produto que eu não aprecio, fica sempre bem, né?

Mas o ponto alto deste vídeo é mesmo aos 51 segundos quando um dos directores da TVI passa por ali e sem se importar com as aparências manda ali um olhar para o "decote" da Rita. Gostava de saber o que a mulher dele acha deste vídeo. eh he he
Tipicamente Português mesmo. LOL

terça-feira, novembro 23, 2010

Singapore Chronicles (ou a qualidade do estaleiro onde trabalho... )

Viva povo.

Antes de mais, desculpem lá esta posta de pescada mais teórica mas não pude deixar de meter isto aqui porque... tem piada. LOL

Então enquanto estava a passear pelos tanques, onde guardam aquilo a que chamam lama que é utilizada durante a perfuração para lubrificação, controlo de pressão, melhorar a estrutura da parede do buraco e limpeza do buraco. Incrível como aquilo tem tantas funções importantes. Mas adiante.

Andava eu lá a passear e vi isto:


Para quem não consegue decifrar a fotografia, é um tubo metálico ligado a uma secção metálica que por sua vez liga a um tubo de fibra de vidro. Até aqui nada de novo.

O que me espantou foi mesmo a ligação com o fio de "terra". O que é suposto atingir aqui afinal? Portanto, o fio está a fazer um "curto" circuito aos parafusos que também são de metal?
E para quê? O outro tubo não conduz electricidade...

Eu fiquei espantado com isto e acredito que na realidade estes cabos servem para pendurar uma toalha já que esta sala está sempre quente... quentíssima aliás. O interior da terra é quente e com pressões nas ordens das centenas de bar o líquido aquece duma forma estúpida tornando esta sala confortável em climas polares e um verdadeiro inferno em climas quentes.

Mas pronto, estão a ver o calibre da gente que projectou e controlou este projecto, né?

domingo, novembro 21, 2010

Crónicas de Portugal (e como estamos sempre atrás nas notícias...) 

Olá povo... engenheiro.
Apesar de este ser um blog algo generalista para quem gosta de viagens e das minhas maluqueiras, hoje vou dar aso à minha faceta profissional e comentar o Stuxnet que andou nas bocas de todo o Mundo (da automação) há uns meses atrás.

Podem ler esta notícia:

A notícia...

Ora isto aparece na comunicação social Portuguesa, supostamente virada para a tecnologia quando há já vários (assim de repente, três) que isto surgiu, foi estudado e medidas foram tomadas. Eu não tou com pachorra de ver quando recebi o aviso para fazer um update ao meu computador, mas garanto que foi há mais de 2 meses.

Ora então, e só agora é que isto vem para a comunicação social? Quando já toda a gente sabe o que é e o que faz, e a julgar pelo modo de operação do vírus os visados facilmente perceberam que aquilo era para eles.

Senão vejamos, de acordo com a Symantec (aquela empresa do Norton Antivirus) o bichinho entrava no computador, mudava o nome da libraria de acesso aos autómatos Siemens e colocava lá uma cópia alterada dessa libraria. Então, quando o computador se ligava ao autómato o vírus fazia download de várias funções e blocos de dados que não apareceriam no computador infectado quando pesquisávamos pelas funções instaladas no autómato.
Essas funções por sua vez alteravam endereços de entrada e saída, fazendo com que o autómato entrasse em erro e não cumprisse o que era esperado ou parasse. As funções, segundo li, procuravam certos valores de variáveis dentro do sistema e enviavam para o computador ou se o mesmo estivesse ligado à net, mandavam directamente para um qualquer servidor... E a função procurava também os nós de Profibus com 2 moradas específicas.

Ora, com tanta especificidade, creio ser óbvio que quem desenvolveu isto tinha acesso aos planos do alvo que queria atacar e sabia exactamente o que pretendia obter da fábrica de enriquecimento de urânio. É perfeitamente óbvio, não?

Agora o que me faz ter medo não são as centrais de enriquecimento de plutónio do Irão que estão relativamente guardadas. Hey, não existem assim tantas...
O que me deixa um pouco receoso é tudo o resto no Mundo.
Centrais eléctricas, plataformas petrolíferas, refinarias, controlo de energia, transportes... tudo o que possam imaginar hoje em dia pode cair nas mãos duma virose destas. Não, o acidente do Deepwater Horizon não foi provocado por isto. Mas pode eventualmente acontecer algo assim...

As centrais, plataformas, refinarias, etc, etc são muito mais standardizadas e como tal mais vulneráveis a ataques deste tipo. Mas pronto... vamos esperar pelo melhor.

Abraço a quem percebeu o que aqui foi dito.

Será que isto me vai dar direito a um aumento? LOL

sexta-feira, novembro 19, 2010

Singapore Chronicles (ou como eu fiz mais um pequeno... estrago...)

Olá maltinha.
Antes de mais, estou em Portugal. eh eh he lol

Mas hoje vou falar-vos dum pequeno "acidente" que me aconteceu. Vocês sabem que eu não sou violento (não acreditem no que as pessoas que jogaram pólo aquático contra mim dizem), e como tal não faço estragos nem nada desse género.

No entanto, ou as paredes em Singapura não têm qualidade ou então eu sou um gajo muito pujante porque inadvertidamente fiz isto:


Sim... é uma parede e eu parti-a. :\ Vá-se lá saber como.LOL
Mas cá para mim as paredes do escritório é que não prestam.

Beijocas para a minha J. que logo já vai estar comigo.

quarta-feira, novembro 17, 2010

Crónicas de Portugal (esta é para o meu primo... LOL )

Ora viva minhas gentes.
Hoje tenho muito pouco a dizer excepto que vou para casa. Já estou farto de suar com esta caloreira e vou desfrutar dum tempinho "fresco"... lol

Mas adiante, hoje li no sapo que uma loja de decoração japonesa vai abrir as portas em Lisboa. Eu achei interessante e fui ver que afinal é a Muji... LOL Eu já vi Mujis em vários sítios, mas realmente nunca vi em Portugal. Se estão com curiosidade, aquilo é um mix de Tribo com Ikea em que os produtos têm a descrição escrita em Japonês em vez de nomes suecos. Como no Ikea.

Mas a piada e referência à Muji é que na visita do meu primo à capital do império britânico, a loja escolhida para comprar um souvenir foi a Muji... Vá-se lá perceber o moço.

Eu, não vou de propósito a Lisboa para ver aquilo.
http://mulher.sapo.pt/actualidade/noticias/muji-inaugura-hoje-1106678.html

Beijocas e depois escrevo mais sobre um episódio estranho que se passou comigo... e meto fotos. LOL

sábado, novembro 13, 2010

Faz-me favas com chouriço...



Favas com chouriço... e ainda falam do Quim Barreiros... tsc...

Favas com chouriço...

quarta-feira, novembro 10, 2010

Crónicas tugas (e o maravilhoso mundo da segurança alfandegária Portuguesa...)

Olá meus amores...
Ou seja, J, B, M, M e B... sim a Beverley também entra na lista. lol

Hoje vou-me debruçar sobre algo mais light que política... até porque eu de política só quero saber dos tachos... mas como nunca tive nenhum, não vou pensar nisso.

Então não é que hoje, depois de ir jantar à ChinaTown (frango com um molho de caril, vagens e umas ervas que me pareceu serem umas mini couves... infelizmente não tinham grelos. :( ) vim para casa, liguei o meu bólide computadoriano e ala de ler as notícias. E eis que me deparo com isto:

Cimeira da NATO "fecha" fronteira portuguesa entre 16 e 20 de Novembro - JN

E a noticia rezava assim:

"Portugal vai repor o controlo documental nas suas fronteiras entre 16 e 20 de Novembro, devido à realização da cimeira da NATO em Lisboa, estabelece uma resolução do Governo publicada hoje, quarta-feira, em Diário da República."


Ora, estamos no dia 11... e podemos ver esta noticia de duas formas. 


Primeiro podemos ver que isto realmente é uma informação interessante para os terroristas que ainda não entraram em Portugal. Já só faltam 5 dias para deixarem de entrar à vontade. Ou então podemos ver isto sobre a perspectiva de completa inutilidade que uma noticia destas é. Convenhamos que atentar contra uma cimeira da NATO não é como atentar contra o Papa... dá mais trabalho, preparação, etc, etc... logo se realmente alguém vai atentar nessa altura, de certeza que já está em Portugal há algum tempo e certamente já se apaixonou pelo vinho verde e bacalhau. 


Mas independentemente da perspectiva que olhamos para esta notícia a realidade é que só é de serviço público para algum terrorista mal amanhado que faz as coisas em cima da hora... tipo um terrorista Português, mas esse já cá está dentro. A noticia é completamente desnecessária e estúpida até no sentido que coloca (yah, pois) a segurança nacional em risco. 


Parece que com o tempo, as pessoas vão deixando de perceber o que é segurança... eu sentir-me-ia muito mais seguro com estes marialvas do video a seguir a proteger a cimeira. 





Ainda me lembrei daqueles personagens protagonizados pelo Tozé Martinho e Nicolau Breyner naquela série "Os homens da segurança" que dava na RTP1, mas não havia nada no TuTubo


Infelizmente quem vai acabar por sofrer um pouco serei eu que certamente vou ser parado para ser revistado na alfândega... será desta que me vou passar dos carretos e chamá-los de... Não... muito peace and love. 


Beijocas e já falta pouco para sair daqui. 



terça-feira, novembro 09, 2010

Singapore Chronicles (eu também quero um iPhone... mas o modelo 3)

Olá povo...

Eu tenho escapado a esta euforia colectiva do iPhone, até hoje.
Antes cheguei a ter um PDA com telemóvel (uma coisa parecida com o iPhone... mas mais fatela) e aquilo não me convenceu. Enfim, andar com aquela caneta atrás não dava jeito nenhum e depois a bateria interna morreu e aquilo foi uma complicação.

Vai daí, eu nunca mais quis saber de telemóveis inteligentes. Tenho o meu iPod que dá para andar na net, jogar e ouvir música e chega-me perfeitamente! Sério...

Ainda por cima com o meu Samsung de dois cartões achava que nunca mais ia precisar de outro telemóvel.  Até hoje...

Não resisto e quero mesmo um iPhone... mas tem de ser um 3 ou 3GS e não aquele novo que saiu. E o motivo para isto, perguntam?

É que andava ali para os lados da Sim Lim Square e vi uma capa para o iPhone que me serve que nem uma luva... aliás, serve ao telemóvel como uma luva. Ora vejam:



Lindo, né?
O mais estranho é que isto está à venda em Singapura... ok, muita gente sabe o que é Portugal em Singapura, principalmente por causa dos 3 grandes ícones Portugueses do momento, Cristiano Ronaldo, Mourinho e eu. Mas muita gente também não sabe onde raio fica Portugal... ou Espanha. LOL

Fiquem bem e se me quiserem dar o iPhone, não tenham vergonha. Eu aceito. :P LOLOL

domingo, novembro 07, 2010

Carta aberta ao Partido Comunista Português.

Caros Camaradas... talvez não devesse usar este termo uma vez que após esta palhaçada do "não à NATO" eu perdi todo o respeito que tinha por vocês.

Antes de mais, devo dizer que eu sou algo que muitos considerarão anarquista... o que é mentira. Eu acredito na ordem... infelizmente também acredito que um político é nada mais nada menos que alguém corrupto. E como tal, perfeitamente dispensável para a raça humana.
Convenhamos... somos todos humanos e como tal é extremamente difícil pensarmos nos outros (outros esses que nada nos são) antes de nós próprios. Eu sei que seria perfeitamente incapaz de o fazer e como tal tenho a certeza, quer provada pelos nossos actuais e anteriores ministros, quer pela "oposição" que eles enfrentaram, que tal é humanamente impossível.

Mas adiante...

O que criou toda esta repulsa pelas gentes comunistas e me levou a conspurcar este espaço de descoberta e lazer foi esta, repito, palhaçada do "Sim à Paz, não à NATO". Que aconteceu? Houve um carregamento extra de ganza para a festa do Avante, foi?

Atenção... antes de começarem com os insultos, por favor percebam que ao contrário da maioria dos Portugueses que tem uma opinião formada (e maioritariamente errada) sobre o Partido Comunista eu sei o que é o Comunismo (e pelos motivos explicados em cima, sei que é uma utopia) e antes de sequer dar voz às minhas suspeitas dei-me ao trabalho de ler aquela verborreia toda do manifesto contra a NATO.

Cliquem aqui para ler o manifesto.

Antes de ficar enojado, ri-me... sério... primeiro pensei que aquilo era mais uma manobra daqueles gajos da SIC radical. Depois percebi que era a sério. Mas vamos por partes...

"A ofensiva militarista protagonizada pelas potências imperialistas e pela NATO tem um carácter global e multifacetado."


Sim, a NATO participou na intervenção no Afeganistão... é uma pena. Mas se vocês nunca caíram numa mentira, invejo-vos! 
Agora acusar a NATO de ter um carácter ofensivo é esticar um pouco a corda... A NATO está presente, por exemplo, no Sudão. Expliquem-me lá porque é que existe uma ofensiva da NATO no Sudão protagonizada pelas potências imperialistas. Vejamos, o Sudão passou por um conflito étnico há uns tempos atrás e eis que a NATO lá entrou para proteger a população que era carne para canhão. Imperialista? Sim, realmente... os Estados Unidos e a Europa vão precisar de imensa areia para fazer cimento e lá têm um manancial para saciar a sua fome de areia. Amigos estamos a falar dum dos países mais pobres do Mundo! Imperialista? 


Vejamos então, a NATO está também presente no Mediterrâneo e Golfo de Aden para combater a pirataria. Que foi? Passaram os Piratas das Caraíbas durante a vossa última ganzada ali na Atalaia? Amigos, a pirataria é um crime. Os piratas não são uns garanhões que gostam de navegar livres pelo Mundo e engatar tudo o que é mulher em cada porto enquanto emborcam uma garrafita de Rum. São criminosos e merecem o merecido castigo. 
Agora se acho que a acção da NATO é correcta nesta situação da Somália? Não, a maneira de terminar com a proliferação dos piratas naquela zona passa por corrigir o que se passa dentro da Somália. Passa por acabar com os rebeldes que levam a população ao desespero de causa para virarem piratas e criar um Governo que crie infraestrutras e acima de tudo trabalhos para aquele povo. 


Mas se a NATO o fizesse ia ter de levar com mais demonstrações de desagrado de gentinha burra como vocês. O que me leva ao segundo ponto. 


"Prosseguem as ocupações do Afeganistão e Iraque e lançam-se agressões militares contra variados países."


Então? Mas vocês afinal não eram contra o fascismo e totalitarismo? É que pelo que eu vi antes da ocupação, o Iraque era um país governado por um ditador... e nem sequer era benevolente. Não estará aqui uma contradição?


"Intensificam-se as provocações à República Popular da China, de que a venda de armamento a Taiwan pelos EUA é um exemplo particularmente grave, e as ameaças a países como o Irão e a Síria."


E a China ajudar a Coreia do Norte? Não conta? E a população Chinesa que vai sendo escravizada voluntariamente também não conta como imperialismo? E já agora, foram os Estados Unidos a vender as armas? Porque eu não vi o Obama ou Bush a ir numa visita de negócios a Taiwan para vender umas M16 e bazookas. 
Mas esperem lá, se calhar... isto até é culpa nossa e de certas pessoas com visão limitada como vocês. Mas eu, na minha paciência vou dar-vos uma pequena lição de história que talvez vos esclareça acerca desta questão. 


Ora há uns anitos atrás, ainda os meus pais não eram nascidos, um certo senhor ali nos lados da Alemanha... se calhar já o viram na tv, decidiu, juntamente com outros anormais como ele, voltar ao Governo e anterior plano de alargamento fronteiriço. E então toca de invadir a Polónia (se lá forem, provem pierogi). Como os povos da Europa não tinham ainda aprendido a lição na I Guerra Mundial, ele voltou a repetir a graça e meteu o continente numa guerra. E digo-vos... a coisa tava preta. 
Até que apareceram os Estados Unidos na cena e lá nos ajudaram a acabar com a Guerra e, segundo rezam as crónicas levar o Sr. Invasor ao suicídio. O que as pessoas não sabem é que os Estados Unidos de então eram nada mais nada menos que um país desértico... o exército deles não tinha tanques, era composto por cavalos e cavaleiros. Tal e qual o John Wayne... mas se eles realmente queriam acabar com esta ameaça na Europa que prometia espalhar-se ao Mundo inteiro tinham de se modernizar. E foi o que fizeram. Infelizmente a revolução industrial deles virou-se para a necessidade da altura... armamento! 


Hoje em dia, as famílias dos projectistas de armamento também têm de comer e com a crise que aí vai, eles não podem propriamente mudar de emprego facilmente, né? 


Mas, vamos especular um pouco, e se a Europa não se tivesse deixado dormir enquanto o Hitler, após ter sido castigado com a I Guerra Mundial, continuou com o seu plano dentro de fronteiras? 
Será que os Estados Unidos teriam desenvolvido tamanho potencial militar? Provavelmente não. Nessa altura já havia o charranço da Atalaia? 


"de que a auto-proclamada independência da província sérvia do Kosovo é um grave exemplo."


Sob esta perspectiva, a existência de Portugal é também um grave exemplo... ;) Pena que a NATO não tivesse lá estado para levar com as culpas agora. 


" instigam-se o nacionalismo xenófobo e a intolerância religiosa e cultural, cometem-se crimes contra os direitos humanos, como os económicos, sociais, democráticos e de participação e organização política e social; desenvolvem-se campanhas anti-comunistas e perseguem-se as forças que resistem à ofensiva do imperialismo e defendem os direitos sociais e nacionais dos povos."


Esta a mim deixou-me de rastos... vocês vivem em Portugal? Vocês vêm as notícias? Acham que o Governo precisa de atacar quem defende os direitos sociais e nacionais dos Povos?
Basta que o Campeonato de Futebol da Primeira Divisão continue a rolar e pronto... ninguém se queixa. 


Campanhas anti-comunistas? Sim... parece que voltamos ao tempo do Salazar. É ver os Comunistas a irem para Peniche sem motivo que não a sua ideologia. 


"A realidade mundial no início do Século XXI desmente as campanhas de reabilitação da imagem do imperialismo norte-americano desencadeadas em torno da eleição de Barack Obama."


Mais uma vez... se vocês deixassem de viajar apenas entre os comícios do PCP e a Atalaia perceberiam que o Barack Obama foi eleito presidente dos Estados Unidos e não do Mundo. Perceberiam que ele é mais um homem e que antes de mais tem de cuidar do seu povo e não do resto do Mundo. 


"A natureza e objectivos da política dos EUA e da NATO são hoje claros: domínio dos recursos naturais e energéticos, controlo das tecnologias, expansão de mercados, domínio militar e geoestratégico."


Vocês nasceram ontem, foi? Sabem o que é a NATO? Os Estados Unidos, desde que perceberam o poderio (militar e não só) que tinham após aquele episódio relatado anteriormente, expandiram e expandiram e expandiram... e claro, a dada altura o petróleo acabou para aqueles lados e eles precisavam duma maneira de ter petróleo barato. A NATO entrou em cena quando todos os países foram enganados e concordaram entrar pelo Iraque e Afeganistão "adentro" e mais nada... 
Se há movimentos para destabilizar o Mundo? Claro que há. Mas a NATO nada tem a ver com isso. Os Estados Unidos ( e Israel ) têm a ver e muito com tudo isto. Mas o triste facto é que nos convém a nós também. 


Se realmente estão contra a NATO, desafio-vos a irem ao concerto com algo produzido nacionalmente. Pois... ou vai tudo nú, ou não vão porque Portugal não tem petróleo. Isto de ser comunista envolve sacrifícios lixados, né? Pois... eu perdoo-vos. 


" Em vários pontos do mundo os povos tomam nas suas mãos a defesa dos seus direitos e da soberania e independência dos seus países, resistem das mais variadas formas e impõem revezes à estratégia de dominação imperialista."


Se isto fosse verdade em Portugal, o Sócrates estava a gozar o fruto da sua corrupção no Brasil ou México após ter sido deposto... mas como a Liga Sagres continua a rolar (FCP Campeão!) ele continua no seu poiso. Camaradas, o Che morreu há já uns anos e o Fidel tá interessado noutras coisas... mas já lá vamos. 


E chegamos ao climáx... as vossas exigências:


"Exigimos o fim da corrida aos armamentos, o desarmamento nuclear começando pelas maiores potências nucleares do Mundo como os EUA, a completa destruição das armas químicas e biológicas, o fim das bases militares estrangeiras."


É justo... quando a China, Rússia e Coreia do Norte fizerem o mesmo, eu tou lá convosco a marchar para acabarmos com as armas nucleares. 


"Apelamos aos trabalhadores e aos povos de todo o mundo, às forças progressistas e de esquerda, ao movimento operário e outras organizações sociais que se mobilizem e reforcem a luta pela paz, contra a guerra e a NATO. Reafirmamos o nosso apoio de sempre ao movimento pela paz. Felicitamos o Conselho Mundial da Paz pelo seu 60º aniversário e pela sua campanha contra a NATO."


Pode ser... mas só se interromperem o Campeonato que o Porto vai jogar com o Benfica. 


"Declaramos a nossa intenção de assinalar os 65 anos da vitória sobre o nazi-fascismo como uma importante jornada de luta pela paz e contra a monumental distorção da História que tenta apagar o papel central dos comunistas na libertação dos povos do jugo nazi-fascista e equiparar nazismo com comunismo."


Gente ignorante!!! Nazismo e Comunismo são coisas diferentes. No papel... 
Vamos fazer um joguinho? Enumerem-me as diferenças entre o Hitler e o vosso camarado Kim Jong Il. 


"Reafirmamos a nossa solidariedade aos povos que resistem às ocupações, agressões e ingerências do imperialismo e que prosseguem duras batalhas pela sua autodeterminação e independência, nomeadamente aos povos do Médio Oriente, como os povos palestiniano, libanês e sírio, e Ásia Central. Exigimos a retirada imediata de todas as tropas do Iraque e do Afeganistão e de todas as outras intervenções imperialistas no Mundo."


Esta é ridícula... então o Kosovo auto-proclama-se independente e vocês não gostam. Depois vêm mostrar solidariedade aos povos que resistem a ocupações, agressões e ingerências do imperialismo? E mostrarem alguma solidariedade para com os vossos camaradas Norte Coreanos que morrem congelados e à fome? E porque não alguma solidariedade para os "balseros" Cubanos que arriscam a vida para fugir do Governo do vosso querido camarada? Ou então, por favor, alguma solidariedade para os Chineses que decidiram discordar do Camarada-mor... 


"Exigimos a dissolução da NATO e apoiamos o direito soberano dos povos de decidir da desvinculação dos seus países desta aliança agressiva. Reafirmamos a nossa frontal oposição à militarização da União Europeia e à sua política militarista e intervencionista, ao alargamento da NATO e à instalação do novo “sistema anti-míssil” dos EUA e da NATO na Roménia e Bulgária. Expressamos a nossa solidariedade para com o povo do Chipre (Greco-Cipriotas e Turco-Cipriotas) e à sua luta contra a ocupação turca e pela reunificação da sua pátria, por uma solução justa do problema cipriota."


Eu finalmente concordo com um ponto... vamos desmilitarizar a Europa. Mas só depois da China, Rússia e Coreia do Norte fizerem o mesmo. 
Ahh e já pensaram que a NATO de certa forma obriga a uma paz entre os estados membros? Não? Mastiguem um pouco sobre isso... 


"forças políticas e os governos nacionais de carácter democrático, progressista, popular e anti-imperialista da região como os da Venezuela Bolivariana, a Bolívia, o Equador e a Nicarágua."


A Venezuela é democrática? Vocês estão a viver no mesmo Mundo que eu, ou têm comissão na venda do Magalhães? 


"Exigimos a libertação dos cinco patriotas cubanos injustamente presos nos EUA. "


E exigirem a libertação dos patriotas Cubanos com ideias diferentes do Camarada-mor? Afinal de contas, eles também são Cubanos, né? 


"Exigimos o fim da militarização e ingerência imperialista no continente, nomeadamente nas costas da Somália, toda a região do corno de África, na República Democrática do Congo e no Sudão."


Tenham cuidado com o que pedem... antes de começarem com isto, passem os olhos pelo Mapa Mundi e reparem que para trazer as coisinhas das lojas dos Camaradas Chineses para Portugal os navios ou passam pelo corno de África ou pela África do Sul. E ir até à África do Sul é, nas palavras dum amigo meu, "uma volta do cara***!". E alguém vai ter de pagar por isso. 


Para terminar... deixo-vos a minha opinião. 


Não me espanta que os únicos partidos que assinaram este manifesto sejam os partidos Comunista. É talvez uma prova de quão desligados da realidade vocês estão. Acreditem em mim, o Mundo não quer saber de vocês. 


Depois, acho completamente vil e nojento fazerem um concerto para passarem esta lista de impropérios mascarada de palavras caras. Mas eu percebo-vos... vocês não querem adormecer aquele povo todo com um discurso digno do Comandante Fidel. Vocês querem o povo a aplaudir e a vibrar para quando as câmaras da SIC lá estiverem a fazer a cobertura do evento vocês darem a volta à situação dizendo que aquele povo está a apoiar a vossa causa. 
Não vai estar... o povo vai todo lá na esperança de sacar um charro dos bons e relembrar o charranço colectivo da Atalaia. 
Por falar em charros... vai lá o Jorge Palma. 


E para terminar... como é que algo que supostamente tem um significado político tem de ser pago? Ahhh, pois... os artistas não vão lá cantar à borla, né? 
Excepção talvez do Jorginho que vai aproveitar o ambiente e já fica pago. Os outros nem sabem o que é a NATO e vão para as câmaras de televisão despejar os impropérios passados por vocês num papelinho. 


Enfim... acho isto nojento. Ainda mais nojento numa altura em que vocês, como um dos partidos Portugueses devia estar preocupado com a corrupção, estupidez e estado de calamidade no Governo e Portugal. Isso sim é algo que merece toda a nossa atenção, não a NATO. Ou será que vocês agora fazem parte das manobras de diversão do Governo? 


Acordem para a vida meninos!  


Assinado: O autor deste blog. 

sábado, novembro 06, 2010

Singapore Chronicles (ou a vantagem de ser um cliente usual...)

Ois. :)

Como já vos contei há uns tempos... tipo, anos... Eu sou um gajo que gosta de ir aos mesmos sítios fazer as suas comprinhas. Não estou a falar ao supermercado, onde até uso aquelas caixas automáticas na esperança de não atrapalhar ninguém durante o seu dia de trabalho, e receber um elogio da J. acerca da minha velocidade a tratar de todo o processo. LOL

Ora então, eu fazia isto na Coreia, com aquela loja de sandes (que depois de dar uma fortuna colossal foi passada a uma malta que não tem o mesmo carisma) ou então com o mini supermercado onde o meu consultor de moda da altura me dava umas dicas sobre o que vestir. LOL

Aqui na Coreia, e como sou preguiçoso, costumo ir comer a um restaurante árabo-indiano. Eles têm comida que não são as típicas pitas shoarma, mas também não é o tradicional chicken tykka masala. Fica ali no meio termo.

Ora então, há dias recolhi os benefícios de ser um cliente, vá... habitual. Lá estava a comer o meu murtabakzito e o maioral da loja veio dar-me um saquinho com papadoms, mas daqueles bons. :)

Escorregaram (é como quem diz, que aquilo até que arranha um pouco) com um carilzinho que foi uma maravilha. Por isso, já sabem... a fidelidade recompensa. LOL Que o diga eu e as minhas últimas vacances com milhas. eh eh eh

Beijo para a J. e para o resto da família.

quinta-feira, novembro 04, 2010

Singapore Chronicles (ou os coitados dos vizinhos Indonésios...)

Olá povo.

Hoje vou alertar-vos para algo que acho completamente brutal. :\ Mas antes de mais, vou fazer uma espécie de flash-back.

Como se lembram, a Indonésia é aquele país que há uns tempos atrás invadiu o então recente país Timor.
Eu não vou desculpar o acto da Indonésia, vou apenas relembrar que Portugal fez algo parecido a Timor uns quantos séculos antes e que como nação soberana daquele território não devia ter abandonado o território ao "Deus dará" como fez, deixando os Timorenses de Leste à mercê dos Timorenses de Oeste, ou seja, Indonésios uma vez que a Holanda a modos que passou aquilo.
Se virmos bem as coisas, este é mais um exemplo do que acontece quando dois países dividem um território que não é deles... Alemanha, Coreia... enfim, o que não falta, são exemplos.

Hoje enquanto vos escrevo isto a Indonésia foi atingida por:

- Tsunami
- Vários terramotos (provavelmente causando o tsunami)
- Fogos florestais, se bem se lembram referi anteriormente que não via nada à frente aqui em Singapura... pois, é a Indonésia que está a arder.
- E agora um vulcão começou a expelir lava e toda a gente reza (eles são muçulmanos logo já rezam que chegue) para que ele vá expelindo e não rebente.

Com todas estas calamidades sinto pena. Ok, eu percebo que a Indonésia é um país imenso (o maior país muçulmano do Mundo) e tem um território vasto e bem povoado mas não deixam de ser dos povos mais pobres do planeta. Não há um karmazito para eles?
Escusam de vir com a treta, como vi nos comentários de alguns jornais que isto é o pago pela invasão de Timor...
Meus amigos, os responsáveis por essa invasão estão todos contentes ali para os lados de Jakarta que à parte da poluição não tem nada de mais. O restante povo disperso pelas dezenas de ilhas é que está a sofrer e eles não se podiam preocupar menos com Timor. As coisas são assim lá.

E pronto... ficou aqui um post mais sóbrio. Não vou pedir para fazerem donativos, porque nem sequer sei se existe a possibilidade de o fazer, mas por favor, não façam como aquela morcona (isto é de estar prestes a ir para o Porto) que após o tsunami de 2004 disse que algo como "Claro que vou para lá. O bilhete foi caro. Ouvi dizer que houve para lá uns tsunamis mas não é nada de grave."e pensem que um dia pode acontecer-nos algo parecido a nós. Seja numa praia em Bali ou Phuket (Tailândia também atingida pelo tsunami), seja ali na Emilia Barbosa em Matosinhos.

Fiquem bem e até á próxima.

terça-feira, novembro 02, 2010

Malta Chronicles (ou o que me pareceu ser o desporto nacional daquele povo... )

Ois... :D

Como muitos de vocês não deverão saber, eu joguei Pólo Aquático durante uns anos... praí uns 10... que era o número da minha touca. LOL
Enfim, não me gabo de ter sido um super jogador, porque não o fui, mas a verdade é que sempre gostei daquele desporto.

Pois estava eu em Malta... precisamente a mamar os copos de vinho do post anterior quando reparei que mesmo ali em baixo ao ladinho da praia estava uma piscina com balizas e mais o camandro.
Foi então que depois em pesquisa atenta do mapa reparei que aquilo que diziam de Malta é verdade. O desporto nacional deles é mesmo o Pólo Aquático.

Por cada cantinho da ilha aparecia no mapa a indicação de campo de Waterpolo. Atenção, não era uma indicação duma piscina, mas sim dum campo de jogo. Simplesmente fenomenal. Infelizmente, estive lá na época das férias e não pude ver um joguinho... :(

Mas nada como procurar no youtube e ver um golinho marcado da posição onde jogava... Antes que perguntem, nunca marquei um assim, mas marquei um parecido. ;)

Beijocas para a J.

sábado, outubro 30, 2010

Malta Chronicles (ou algo inexplicavelmente inesperado...)

Bom dia... ou boa tarde, porque duvido que alguém leia isto de noite.

De Malta já falei da gastronomia... é um facto que é boa. E pelos vistos também fazem vinho, mas eu não sou propriamente um amante de vinhos. Gosto do cheiro... gosto de ver pessoas após emborcarem uma quantidade industrial dele e por vezes uma pinguinha para me armar em conhecedor de vinhos e chega.

No entanto, lá pelos lados de Sliema (perto do campo do Neptunes Waterpolo), fomos a um restaurante. Aliás, o motivo pelo qual fomos tão longe por um restaurante foi mesmo porque o dito tinha uma bandeira Portuguesa e aspecto de quem tem sardinhas e rissóis.

Lá chegados, percebemos que de Portugal só o desenho da bandeira feita na China... mas pronto, já cá estamos, vamos aproveitar e pedimos o menú.

Vimos que a refeição era um bom negócio e como vinha já com bebida e entrada incluída toca de experimentar. Eu reparei que a bebida era 0,5l de vinho... mas tipo, digam-me lá qual é o restaurante que não troca meio litro de vinho por uma cola e cobra o mesmo? Pois... obviamente não foi este.

Eu lá insisti com a senhora... mas nada feito. Não dava para trocar o vinho por cola... mesmo pagando o mesmo preço. E pronto... não me fiz de rogado e lá mamei dois copitos a acompanhar o polvo... que por sinal era fresco e até não se importou de nadar no vinhinho.

Aproveitem... eu ainda não contei isto a nenhum Norueguês... mas quando o fizer, eles vão invadir aquilo. LOL

Beijo para a J.

quinta-feira, outubro 28, 2010

Malta Chronicles (ou um sistema marraf*dido de mini-bar hoteleiro...)

Olá olá.

Malta, terra de turismo, praia, bifes, comida italiana e um sistema de mini-bar nos hotéis lixado.

Não é para me gabar, mas eu já tive a minha quota parte de hotéis pelo Mundo fora. Uns bons (aiii, o palácio do Freixo), outros piores (assim de repente aquele em Wadi Musa onde acordava cedo com o gajo a chamar os árabes para a reza) mas naqueles onde estive o mini-bar, se existente, era normalmente uma coisa normal e que funcionava na base da confiança.

No Samsung hotel por exemplo, eu comia um ou outro ferrero rocher do mini-bar e depois inadvertidamente deixava a tabuleta do "não incomodar"durante o dia para poder comprar o que tinha consumido na lojinha típica de Geoje a menos de metade do preço para repôr. Aliás, acho que esta gordurinha aqui do lado direito advém disso mesmo.

Mas em Malta, e apesar de ter estado em hotéis de 5 estrelas (e vivam as milhas aéreas) eles adoptaram um sistema forreta de mini-bar. Eh pá, isto é cinco estrelas... uma coisa chicona... e vão meter uma espécie de parquímetro dentro do mini-bar?

Ora vejam a foto:


Reparem que as latas estão naquelas ranhuras... se tirarem a lata, já estão a ser cobrados. É imediato. Tiram a lata, nem que seja para ver a data de validade e já têm mais uma parcela na conta do quarto... parcela essa que não é coberta com as milhas. :(

O mesmo com os chocolatinhos... notem na molinha a segurá-los... ah pois é. :\

Pelo menos a garrafa de vinho não tinha sensor... mas também não bebi vinho... no hotel.
A história do vinho fica para o próximo dia.

terça-feira, outubro 26, 2010

Malta/Singapore Chronicles (ou como eu aprendi a conduzir do lado errado da estrada...)

Ois povão. :)

Eu cá estou por Singapura e como isto tem andado a aquecer, agora conduzo. Como poderão imaginar, Singapura como antiga colónia bifa que é, tem as coisas todas invertidas e temos de andar do lado esquerdo da estrada... onde é que já se viu?

Mas o que me valeu foi mesmo que em Malta, alugámos um Fiat Panda (João, digo-te já que só queres um carro daqueles até conduzires um) para andarmos a visitar aquilo, sim porque tudo o que é turista hoje em dia lê o wikitravel.org ou o guia michelin e decidem usar o sistema de transportes públicos maltês. Não é que esteja a deitar abaixo dos autocarros deles. Como podem ver pela foto, os autocarros são também uma atracção Maltesa.

Autocarro Maltês

Mas todo o sistema não foi feito para aguentar com a carga turística daquele país e o que acontece é que toda a gente vai ali num amontoado amorfo dentro do autocarro... sem ar condicionado.
Não pensem que conduzir foi fácil, estacionar o carro era uma proeza, apesar do tamanho diminuto daquilo... mas acredito que foi uma melhor opção alugar um bolinhas.

A todos os que conduzem, devo dizer que não é nada de outro Mundo, demora algum tempo a habituar-mo-nos a fazer as curvas de maneira correcta, e por vezes manter a trajectória torna-se complicado devido à habituação de termos a linha do lado esquerdo e não do lado direito.
O que me espantou pela positiva foi mesmo a facilidade de contornar rotundas. É exactamente igual a contornar rotundas em sentido contrário. LOL

De resto... estou a pensar se irei falar do "nevoeiro" causado pelos incêndios na Indonésia, mas acho que vou aguentar até eles começarem à porrada.

Para finalizar, deixo-vos a notícia que o je vai à terrinha. :)

domingo, outubro 24, 2010

Malta Chronicles (ou a macabrona daquela exposição...)

Olá povo. :)

Que tal estão?
Hoje vou falar-vos duma coisa que me deixou um pouco impressionado com Malta... pode não parecer, mas aquilo tem um passado um tanto ou quanto violento.

Então estávamos nós todos contentes a visitar Mdina (que fica ao lado de Rabat e é uma das antigas cidades de Malta) e vimos um museu da tortura que prometia dar uma lição de história de Malta. Então, por 4 euros e uma festa a uma gatinho dormitante lá fomos ver o museu.

gatinho dormitante

Eu já vi coisas estranhas... na Torre de Londres existe também uma ala dedicada à tortura que não é nada doutro mundo e eu estava já a pensar que aquilo seria algo desse género. Afinal de contas, não havia indicações que as crianças poderiam achar aquilo um pouco forte...

Pois bem, desde pessoas decapitadas, ratos a ser assados (por causa da peste negra), da portinha para entregar orfãos (na foto em baixo), mais umas demonstrações de tortura árabe, um manequim a exemplificar o castigo dado a um traidor, ou seja, um manequim com um pé e nariz cortado e a piéce de resistance, a... eh pá, falta-me a palavra... enfim, digamos decapitação do peito da Sta. Ágata (não, não era aquela que cantava aquela música). Tudo isto enfiado numa espécie de catacumba com iluminação a condizer. :|

Estes foram depostos... giro, né? E se fizéssemos o mesmo com uns certos artistas ali para os lados do Parlamento? 

A tal janelinha para entrega de orfãos.

Na foto de cima está a janela que tinha uma daquelas portas rodantes que se vê nos shoppings. Assim era impossível a quem recebesse a criança ver quem eram os pais ou depositores da mesma. Freaky, né?

Não é por nada que aquilo foi a Idade Negra. :S

sexta-feira, outubro 22, 2010

Malta Chronicles (ou o mistério da população de Comino...)

Olá malta...

Cá estou eu por Singapura de novo. Desta vez, os agricultores decidiram fazer a limpeza anual do mato na Indonésia e em consequência andamos aqui sem conseguir ver 500 metros pra frente. LOL Mas adiante...

Hoje vou falar-vos de Malta e duma informação que deixou o meu espírito a rodar e rodar e rodar enquanto tentava decifrar as entrelinhas.
Não sei se estávamos num daqueles autocarros turísticos quando ouvi isto, se li numa revista de turismo, ou se foi na ida de barco para Comino, mas a verdade é que a seguinte frase chegou-me (e à Jill, porque eu confirmei tal foi o meu espanto) ao cérebro:

"... Comino conta com uma população de aproximadamente 4 pessoas."

Nem mais... aproximadamente 4 pessoas. Eh pá, como é que alguém não consegue contar precisamente 4 pessoas? Será que uma estava no seu leito moribundo?
E ainda fiquei mais espantado quando reparei que Comino tem dois hotéis marcados no mapa. Mas afinal como é possível gerir dois hotéis com apenas 4 habitantes na ilha? Ainda por cima, aqueles artistas a espalhar cadeiras na Lagoa Azul (foto mais abaixo) devem ser locais. :S

Não sei... mas acho que Malta precisa de umas lições de aritmética ou então fazer um census muito rapidamente.

No entanto, Comino é muito provavelmente um dos pontos altos de Malta. Acreditem em mim, ou então vejam a foto. ;)